cigarro-deixa-2-600x408

Dores nas costas, AVC e aneurisma têm maior incidência em fumantes

Fumantes têm mais dores nas costas e problemas de coluna. Também apresentam maiores riscos de sofrer AVC (acidente vascular cerebral) e aneurisma. Eis aqui duas informações que reforçam ainda mais os motivos para o abandono do tabagismo. Na próxima quarta-feira, dia 31, temos o Dia Mundial Sem Tabaco.

Dores nas costas e patologias da coluna têm maior prevalência entre fumantes

Estatisticamente, as queixas de dores nas costas são mais recorrentes entre os fumantes. Além disso, patologias da coluna como hérnias discais e estenose (estreitamento) do canal vertebral também apresentam alta incidência entre esse grupo. São problemas extremamente incômodos e, até mesmo incapacitantes, afetando diretamente a qualidade de vida.

Entretanto, os malefícios podem ser ainda mais graves: o cigarro aumenta a predisposição para praticamente todos os tipos de câncer e, entre eles, estão também os tumores neurológicos.

Embora um câncer de cérebro possa atingir qualquer pessoa, em qualquer idade, os fumantes estão entre os principais grupos de risco, junto com as pessoas que apresentam predisposição genética e aquelas que foram indevidamente expostas a determinadas substâncias químicas ou radioativas.

Não bastasse isso, o cigarro também duplica as chances da pessoa sofrer um AVC, porque endurece as paredes das artérias (arteriosclerose) e faz com que o sangue fique mais propenso a coagular.

Já em relação aos aneurismas, o fumo encabeça a lista dos fatores prediponentes porque provoca uma dilatação anormal nas paredes dos vasos sanguíneos cerebrais e porque destrói uma proteína presente nas artérias chamada elastina, tornando essas estruturas mais frágeis. A cada três casos de aneurisma, pelo menos dois estão ligados ao tabagismo, conforme apontam alguns levantamentos.

Diante de tantos dados não faltam razões para uma pessoa abandonar o fumo. Para além das questões citadas aqui, há inúmeras outras implicações diretas e indiretas para a saúde, a qualidade de vida e a longevidade.

Dia 31 de maio é Dia Mundial Sem Tabaco: ótima data para abandonar de vez o vício

Sempre é importante pontuarmos as estreitas relações entre o tabagismo e qualquer patologia. Com a disseminação do conhecimento e com a existência de dias de mobilização, como o próximo dia 31, o que se espera é a sensibilização das pessoas que ainda fumam para a importância de iniciarem o quanto antes a luta contra o vício.

Isso não é algo fácil, mas hoje existem diversas alternativas de apoio e, sem sombra de dúvidas, o afastamento dos riscos de doenças e o ganho no bem-estar compensam todos os esforços envolvidos nessa decisão. Nos consultórios médicos, sempre estamos prontos para apoiar e ajudar nessa importante decisão.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp